URUGUAI EXPORTOU 19% MAIS LÁCTEOS NOS PRIMEIROS OITO MESES DO ANO

24/09/2018
 |   

O volume embarcado e os melhores preços permitiram que as exportações de lácteos uruguaios crescessem 19% nos primeiros oito meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano anterior, conforme confirmado pelo Instituto Nacional do Leite (Inale). O total exportado pelo setor lácteo alcançou US$ 415,537 milhões.

 

A exportação de leite em pó integral cresceu 44% com relação ao mesmo período do ano anterior, acumulando 82.387 toneladas em agosto passado, enquanto as vendas de leite em pó desnatado caíram 8% e atingiram 7.842 toneladas. Em paralelo, as exportações de manteiga aumentaram 34% e foram de 7.567 toneladas e os embarques de queijos uruguaios diminuíram 9%, chegando a 18.950 toneladas, segundo dados da Inale.

 

O valor médio da tonelada de leite em pó integral exportado pelo Uruguai foi de US$ 3.150. Entre agosto de 2018 e o mesmo mês de 2017, o preço médio caiu 6%. A queda no valor médio do leite em pó desnatado (26%) foi muito mais pronunciada, permanecendo em US$ 2.176.

 

A manteiga apresentou um aumento de 13%, com um valor médio de US$ 5.388 por tonelada e nos queijos houve uma melhora de 6% nos preços, com um valor médio de US$ 4.408 por tonelada exportada pelo Uruguai. Em relação ao faturamento por item, no caso do leite em pó integral, subiu 35% e ficou em US$ 256.366 mil (FOB), mas caiu 32% no caso do leite em pó desnatado, posicionando-se em US$ 17.138.000.

 

Para a manteiga, o aumento no faturamento - por melhores valores - foi de 52% e chegou a US$ 40.854.000. Por sua vez, o volume de negócios caiu 3% na categoria queijo, permanecendo em US$ 80.231.000. Nesse sentido, as empresas continuam sentindo a ausência de alguns dos mercados tradicionais, como é o caso da Venezuela.

 

Comparação

 

Em agosto, os preços dos queijos exportados pela indústria uruguaia caíram 6% em relação a julho de 2018, situando-se a um preço médio de US$ 4.408 por tonelada. Por outro lado, os preços recebidos pela Oceania cresceram 2% e ficaram em US$ 3.775 por tonelada.

 

No caso do leite em pó integral, o preço médio da tonelada exportada pelo Uruguai em agosto ficou em US$ 3.150 em relação a julho. A Oceania também manteve um valor médio de US$ 3.000 por tonelada, enquanto no caso da União Europeia, outro forte produtor e exportador de lácteos, o valor caiu 2% e foi de US$ 3.263 por tonelada.

 

Data da Publicação: 24*09*2018.

Fonte: MilkPoint

https://www.milkpoint.com.br/noticias-e-mercado/giro-noticias/uruguai-exportou-19-mais-lacteos-nos-primeiros-oito-meses-do-ano-210408/

 

Novo comentário:

Por favor, digite a sequência de caracteres da imagem acima para validar o envio do formulário.

Voltar