RS: Sindilat cobra políticas para o aumento da exportação de lácteos

30/06/2015
 |   

O Brasil importou mais de 40 milhões de quilos de produtos lácteos no primeiro quadrimestre de 2015, quase 12 milhões a mais do que no mesmo período do ano passado. “Já as exportações tiveram um queda de 42% nesse mesmo período, foram exportados apenas 18 milhões de quilos”, observa o presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat­RS), Alexandre Guerra.

 

Preocupado com essa situação, Guerra e uma comitiva esteve recentemente em Brasília solicitando aos parlamentares a criação de mecanismos para aumentar e estimular a exportação. “Só nesses primeiros quatro meses, entraram 22 milhões de quilos de produtos lácteos vindos do exterior para concorrer com a produção nacional. Esse volume corresponde a 26 dias de produção do Rio Grande do Sul”, alerta o presidente. Hoje, o Rio Grande do Sul conta com mais de 105 mil famílias de produtores de leite. Já a produção diária no Estado gira em torno de 13 milhões de litros.

 

As importações de leite em pó integral e desnatado também tiveram um aumento impressionante: 141,75%. Foram 11,64 de quilos no primeiro quadrimestre de 2014 e 28,14 milhões de quilos nos primeiros meses deste ano. “Só nesse item, o volume importado mais que dobrou”, enfatiza o dirigente.

 

Alexandre Guerra também vê perdas no setor lácteo com o recente anúncio do Governo do Estado em relação à diminuição de benefícios fiscais. “Os benefícios foram criados para dar competitividade ao setor”, afirma. Ele lembra que, além do aumento de custos para as indústrias e os produtores, o setor foi onerado pelo acréscimo dos combustíveis, energia e elevação das taxas de juros. Segundo o projeto de lei encaminhado pelo governador José Ivo Sartori, na última quarta­feira (03), à Assembleia Legislativa, a intenção do Estado é limitar os benefícios fiscais até o patamar de 70% do valor originalmente concedido para os exercícios de 2016, 2017 e 2018.

 

Data da Publicação: 29/06/15

Fonte: Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat­RS)

 

Novo comentário:

Por favor, digite a sequência de caracteres da imagem acima para validar o envio do formulário.

Voltar