Problemas climáticos provocam perdas em lavouras de milho no PR

20/06/2016
 |   

As máquinas fazem a colheita do milho de segunda safra nos campos do Paraná. A produção deve ter queda no estado.

 

Chegou a hora de comparar expectativa e realidade para os agricultores que plantaram milho. Em Cascavel, no oeste do Paraná, os agricultores que já começaram a colheita estão conhecendo a produtividade real da safrinha. Desde o plantio até agora, o clima não ajudou muito.

 

O agricultor Agassiz Linhares, que plantou mais de 400 hectares de milho, comparou o tamanho das espigas e viu que elas estão muito diferentes. Boa parte da lavoura foi prejudicada durante a formação dos grãos.

 

"A gente esperava colher na faixa de 380, 370 sacos por alqueire de milho. E a gente está colhendo abaixo dos 300. Então, aqui com certeza houve aproximadamente um terço de perda", avalia Linhares.

 

Em todo o Paraná, as lavouras de milho sofreram com a seca em abril. Segundo a Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, as perdas devem passar de 700 mil toneladas. Isso representa 5% do total previsto. Agora, a preocupação é com a geada que atingiu as lavouras recentemente.

 

Mesmo com as perdas, agricultores como Erwin Soliva comemoram. O produto está bem valorizado. “Como a gente tinha feito alguns contratos na casa de R$ 28 o milho. Então, esse ano chegou a vender a R$ 45 e até a R$ 50 o milho. O preço compensou essa perda de produtividade", diz.

 

O Deral, Departamento de Economia da Secretaria de Agricultura do Paraná, ainda está calculando as perdas causadas pela geada.

 

Data da Publicação: 19/06/2016

Fonte: Globo Rural

http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2016/06/problemas-climaticos-provocam-perdas-em-lavouras-de-milho-no-pr.html

 

Novo comentário:

Por favor, digite a sequência de caracteres da imagem acima para validar o envio do formulário.

Voltar