Nestlé pretende investir R$ 186 milhões em MG

09/09/2014
 |   

A Nestlé Waters Brasil Bebidas e Alimentos Ltda. (Nestlé) prevê novos investimentos em Montes Claros, no Norte de Minas. A gigante suíça do setor de alimentos solicitou à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), por meio da Superintendência Regional de Regularização Ambiental (Supram) do Norte do Estado, licenças prévia (LP) e de instalação (LI) para ampliação da fábrica, com previsão de aportes de R$ 186 milhões.

 

Tudo indica que a companhia vai construir uma nova planta na cidade, já que, no ano passado, o presidente da multinacional, Carlos Marroquim, anunciou, após encontro com o então governador Antonio Anastasia, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, que o Estado receberia novas inversões. Na época, estavam no páreo Montes Claros e Araxá (Alto Paranaíba).

 

No parecer enviado pela Nestlé à Semad, a empresa solicita autorização para atividades relativas à torrefação e moagem de grãos de café e envase de bebidas lácteas e achocolatadas. O projeto prevê o processamento de 24 toneladas/dia de café e a produção de 17 toneladas/dia de bebidas lácteas. A projeção da companhia, segundo consta do documento, é que as operações comecem até o segundo semestre de 2015.

 

Ainda de acordo com o relatório enviado à Supram Norte de Minas, a área de ampliação pleiteada pela Nestlé é anexa à unidade na qual a empresa atualmente desenvolve a fabricação de leite condensado, localizada no Distrito Industrial (DI) de Montes Claros, em um terreno de 261,9 mil metros quadrados e área construída de 22,453 mil metros quadrados. As obras pretendidas somarão 6,750 mil metros quadrados.

 

Admissões

 

Além disso, a unidade fabril a ser instalada prevê a contratação de 120 funcionários, que se revezarão em três turnos de oito horas cada. A Nestlé não informou o tempo de duração das obras. Mas, caso aprovadas, as licenças ambientais têm validade de quatro anos.

 

No relatório, a Nestlé afirma que “a ampliação da fábrica de Montes Claros tem como objetivo garantir o abastecimento dos mercados interno e externo a partir do segundo semestre de 2015, com aproximadamente 360 milhões de cápsulas/ano”.

 

Ainda de acordo com o documento, “o investimento de R$ 186 milhões visa à instalação de uma moderna planta trazendo inovação tecnológica para o fornecimento de cafés e bebidas encapsuladas de alta qualidade no país, contribuindo com o desenvolvimento regional e geração de empregos diretos e indiretos”. Conforme a empresa, o Estado também é um dos principais exportadores globais do café utilizado pela multinacional do ramo de alimentação.

 

Atualmente, a companhia possui 30 fábricas no Brasil, cinco delas em Minas. As unidades mineiras estão instaladas em Ibiá (Alto Paranaíba); Montes Claros, onde é fabricado o Leite Moça; Teófilo Otoni (Vale do Mucuri); São Lourenço (Sul), voltada para o engarrafamento de água mineral; e Ituiutaba (Triângulo). A Nestlé foi procurada pela reportagem, mas até o fechamento desta edição não havia se pronunciado.

 

Fonte: Diário do Comércio

 

Publicada em segunda-feira, 8 de setembro de 2014

 

Novo comentário:

Por favor, digite a sequência de caracteres da imagem acima para validar o envio do formulário.

Voltar