NESTLÉ FECHA FÁBRICAS EM PAÍSES POBRES

23/06/2015
 |   
769dab5a334d5809e6b4f762a48d44d5-9111959.jpg

Segundo a companhia, o avanço da classe média foi superestimado em alguns países e 15% da força de trabalho da Nestlé no continente africano deve ser cortada.

 

Em países como Uganda e Ruanda, a multinacional já não opera mais. Entre junho e setembro, cerca de 15 fábricas devem fechar em países de Terceiro Mundo. “Chegamos a pensar que a África seria a próxima Ásia, mas nos demos conta de que a classe média aqui é extremamente pequena e que realmente não está crescendo”, afirmou Cornel Krummenacher, conselheiro da Nestlé para a África Equatorial, em entrevista ao Financial Times.

 

Novo comentário:

Por favor, digite a sequência de caracteres da imagem acima para validar o envio do formulário.

Voltar