Leite é vilão da inflação no Brasil e vive crise nos EUA

15/08/2016
 |   

A situação chegou a tal ponto que a associação americana dos produtores de leite pediu ao governo do presidente Barack Obama que compre o equivalente a US$ 150 milhões em queijo, para ajudar não só os fabricantes diretamente, mas também a elevar o preço do produto.

 

De acordo com a associação, a derrocada nos preços (o litro está cotado a R$ 1,05, o menor valor desde outubro de 2009) se deve à queda nas importações de leite e derivados pela China e pela Rússia e ao aumento das importações pelos Estados Unidos.

 

Para o consumidor americano, a crise do produtor se traduziu em preços menores nas gôndolas de supermercados: o leite em julho estava 5% mais barato que no mesmo período de 2015. Na comparação com maio deste ano, a queda do preço foi de 1% – foi um dos itens que deram maior alívio para o bolso dos americanos.

 

A situação é bem diferente da vivida pelos brasileiros. Aqui o litro do leite subiu 17,6% no mês passado na comparação com maio. Nenhum item teve maior impacto na inflação do brasileiro: o leite contribui com 0,19 ponto percentual de uma alta de 0,52% na comparação com junho, segundo o IBGE.

 

Menor investimento do produtor (muitas vezes trocando o gado leiteiro pelo de corte) e questões climáticas são algumas das explicações de analistas para a disparada dos preços no país.

 

Data da Publicação: 15/08/2016

Fonte: MilkPoint

http://www.milkpoint.com.br/cadeia-do-leite/giro-lacteo/leite-e-vilao-da-inflacao-no-brasil-e-vive-crise-nos-eua-101541n.aspx

 

Novo comentário:

Por favor, digite a sequência de caracteres da imagem acima para validar o envio do formulário.

Voltar