IMPORTAÇÕES LÁCTEAS APRESENTAM NOVA QUEDA EM JULHO

07/08/2017
 |   

Dados divulgados da balança comercial do mês de julho mostraram nova queda nos volumes importados de lácteos. No mês de julho, foram internalizados 117,7 milhões de equivalente litros de leite, valor 7% menor do que o mês de junho (cerca de 8,9 milhões de litros a menos). Ao comparar com valores de julho de 2016, as importações continuam 34% menores, também em equivalente-leite.

 

As importações do leite em pó integral recuaram 29% em volume quando comparadas a junho/2017 e foram cerca de 51% menores em comparação a julho do ano passado. Os maiores preços do produto importado e o aumento da produção nacional, associados ao enfraquecimento da demanda interna explicam esta redução.

 

Com relação ao leite em pó desnatado, a sua alta oferta (tanto no mercado nacional quanto no interacional) continua acarretando queda de seus preços no mercado. Com isso, no mês de julho, buscando aproveitar os preços mais vantajosos, algumas empresas importaram maiores volumes, o que resultou em um aumento de 126% no volume importado em relação ao mês passado.

 

Após uma queda de 40% em seu volume de importação no mês passado, o soro de leite começou a se recuperar, com aumento de 16% no volume importado em julho. Os comentários de mercado é que este efeito, além da maior produção de queijos, tem feito reduzir as cotações no mercado brasileiro de soro.

 

O resumo das operações de exportações e importações de lácteos durante o mês de julho é apresentado na tabela 1.

 

Tabela 1. Exportações e importações de lácteos por categoria de produto.

 

balança comercial - lácteos - mdic 

 

As exportações, em equivalente-leite, apresentaram queda de 45% em volume, comparado com o mês de junho de 2016. Em relação ao mês passado, a queda foi de 44% e, com isso, cerca de 10,9 milhões de litros deixaram de ser exportados.

 

O gráfico 1 mostra o saldo mensal da balança comercial de lácteos, em equivalente leite, até julho deste ano. Com a redução dos volumes importados, o saldo de janeiro a julho é, este ano, ainda negativo, mas 13,3% menor do que no ano passado.

 

Gráfico 1. Saldo da balança comercial em equivalente-leite. Fonte: MDIC.

 

Dados divulgados da balança comercial do mês de julho mostraram nova queda nos volumes importados de lácteos. No mês de julho, foram internalizados 117,7 milhões de equivalente litros de leite, valor 7% menor do que o mês de junho (cerca de 8,9 milhões de litros a menos). Ao comparar com valores de julho de 2016, as importações continuam 34% menores, também em equivalente-leite.  As importações do leite em pó integral recuaram 29% em volume quando comparadas a junho/2017 e foram cerca de 51% menores em comparação a julho do ano passado. Os maiores preços do produto importado e o aumento da produção nacional, associados ao enfraquecimento da demanda interna explicam esta redução.   Com relação ao leite em pó desnatado, a sua alta oferta (tanto no mercado nacional quanto no internacional) continua acarretando queda de seus preços no mercado. Com isso, no mês de julho, buscando aproveitar os preços mais vantajosos, algumas empresas importaram maiores volumes, o que resultou em um aumento de 126% no volume importado em relação ao mês passado.   Após uma queda de 40% em seu volume de importação no mês passado, o soro de leite começou a se recuperar, com aumento de 16% no volume importado em julho. Os comentários de mercado é que este efeito, além da maior produção de queijos, tem feito reduzir as cotações no mercado brasileiro de soro.   O resumo das operações de exportações e importações de lácteos durante o mês de julho é apresentado na tabela 1.  Tabela 1. Exportações e importações de lácteos por categoria de produto.   As exportações, em equivalente-leite, apresentaram queda de 45% em volume, comparado com o mês de junho de 2016. Em relação ao mês passado, a queda foi de 44% e, com isso, cerca de 10,9 milhões de litros deixaram de ser exportados.  Os valores acumulados (de janeiro a julho), indicam que as importações e exportações foram, respectivamente, 14% e 15% menores do que em 2016. Estes valores resultaram no saldo da balança de lácteos um pouco maior para este mês, com 104 milhões de litros de déficit, como mostra o gráfico 1.  Gráfico 1. Saldo da balança comercial em equivalente-leite. Fonte: MDIC.

 

Data da Publicação: 07/08/2017.

Fonte: MilkPoint



 

Novo comentário:

Por favor, digite a sequência de caracteres da imagem acima para validar o envio do formulário.

Voltar