IMPORTA합ES CRESCEM EM RELA플O A MAIO, MAS CAEM SE COMPARADAS AO ANO PASSADO

07/07/2017
 |   

Os dados da balança comercial de junho divulgados nesta quinta-feira (06/07), indicam que as importações permaneceram crescentes em relação ao mês de maio, com crescimento de 4% no volume internalizado; em equivalente-leite, foram internalizados 126,7 milhões de litros em junho, 5,1 milhões a mais do que no mês de maio. No entanto, ao serem comparadas a junho de 2016, as importações foram 34% menores.

 

Em equivalente leite, no acumulado janeiro a junho, as exportações e as importações são, coincidentemente, cerca de 9,1% menores que em 2016 o que resulta num déficit menor em volume de leite na balança comercial.

 

Ao se observarem as importações de leite em pó integral, comparando-se com o mês de maio deste ano, os volumes foram 19% maiores; ao mesmo tempo, em relação a junho de 2016, a queda de volume foi de 38%. A queda em relação ao ano passado é explicada pelos patamares de preços; os valores em 2017 estão em patamares mais altos do que no ano passado, já que o preço médio atual para se importar leite em pó está em cerca de US$ 3.500/kg enquanto ano passado pagou-se aproximadamente US$ 2.500/kg.

 

O leite em pó desnatado segue desvalorizado devido sua grande oferta no mercado interno, com 38% de decréscimo nas importações em volume. O soro de leite, após alguns meses de destaque devido aos grandes volumes importados, apresentou queda de 40% em seus volumes de importação, como mostra a tabela 1. Este cenário se deve às condições de oferta de soro mais favorável no mercado interno, em função da maior produção de queijos em detrimento ao leite UHT e a destinação da matéria-prima ao mercado spot.

 

Tabela 1. Exportações e importações por categoria de produto.

 

Exportações e importações por categoria de produto. 

 

Em relação as exportações, o volume de produtos exportados foi 101% maior do que no mês anterior, enquanto que, em equivalente-leite, foram 12% mais elevadas, (cerca de 12,4 milhões de litros exportados a mais do que em maio).

 

No balanço de importações e exportações, o saldo da balança de lácteos apresentou um menor déficit no mês de junho, fechando em 102 milhões de litros de déficit (observe o gráfico 1).

 

Em relação as exportações, o volume de produtos exportados foi 101% maior do que no mês anterior, enquanto que, em equivalente-leite, foram 12% mais elevadas, (cerca de 12,4 milhões de litros exportados a mais do que em maio).

 

No balanço de importações e exportações, o saldo da balança de lácteos apresentou um menor déficit no mês de junho, fechando em 102 milhões de litros de déficit (observe o gráfico 1).

 

Gráfico 1. Saldo da balança comercial em equivalente-leite. Fonte: MDIC.

 

Saldo da balança comercial em equivalente-leite.

 

Data da Publicação: 07/07/2017.

Fonte: MilkPoint

https://www.milkpoint.com.br/cadeia-do-leite/giro-lacteo/importacoes-crescem-em-relacao-a-maio-mas-caem-se-comparadas-ao-ano-passado-106107n.aspx

 

Novo comentário:

Por favor, digite a sequência de caracteres da imagem acima para validar o envio do formulário.

Voltar